Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC (SEPEI)

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

VARIAÇÕES DO NÚMERO MAIS PROVÁVEL DE Escherichia coli EM PRAIAS DA REGIÃO SUL DA ILHA DE SANTA CATARINA

RESUMO

A balneabilidade consiste na avaliação da qualidade das águas para uso de recreação de contato primário. A técnica utilizada pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), para tal estimativa, é a do número mais provável de Escherichia coli em uma amostra de 100 ml de água (NMP). Este trabalho analisou a variação da balneabilidade, na região sul da Ilha, no período de 2003 a 2017, verificando tendências e correlações com variáveis climáticas. A análise foi feita em quatro praias na costa Leste e quatro na costa Oeste. As variáveis ambientais temperatura do ar e da água, pluviosidade, direção e velocidade do vento, maré e NMP de E. coli foram obtidas do banco de dados do IMA e da estação meteorológica do Aeroporto Internacional Hercílio Luz. As tendências foram analisadas graficamente e através do teste não paramétrico de Mann-Kendall. As relações do NMP com as variáveis ambientais foram verificadas por meio de matrizes de correlação. Constatou-se tendência de piora da qualidade da água em pontos da costa leste e correlação positiva com a temperatura da água. Os pontos da costa Oeste são caracterizados por menor circulação de água e verificou-se correlação negativa com a maré e velocidade do vento. As praias da costa Leste apresentam melhor qualidade de água para banho em relação à região Oeste, no entanto existe uma tendência de piora na qualidade da água em algumas praias da costa Leste, mostrando a necessidade de monitoramento, fiscalização e saneamento básico na região.

Nome e CPF do acompanhante (discente ou servidor que viajará ao evento)

Arquivos

Área

DT 2 - Meio ambiente, tecnologias e os desafios à sustentabilidade no contemporâneo

Autores

MARCOS CORREA BURIGO, Marcelo Rennó Braga


{{res.msg}}